segunda-feira, 4 de março de 2013

Penapolense 0 x 2 São Paulo - Mistão vence e Tricolor segue líder


O São Paulo conquistou um grande resultado mesmo jogando fora de casa e com um time reserva, ao vencer o Penapolense, caçula da Série A1, por 2 a 0, no estádio Tenente Carriço, o Tenentão, nesta noite de domingo, em Penápolis. Rhodolfo e Ademilson marcaram para o Tricolor, com um gol em cada etapa.
O resultado colocou o São Paulo novamente na liderança isolada do Paulistão, já que chegou aos 22 pontos. O Penapolense, apesar da derrota, seguiu com 13 pontos e na mesma nona colocação, ficando fora do G8. Mas pode cair uma colocação quando o Paulista enfrentar o Palmeiras, em jogo adiado na rodada.

O jogo
Mesmo jogando com uma equipe reserva o São Paulo contou com a sorte e saiu na frente do marcador. Logo aos três minutos, Cañete bareu falta e a zaga aliviou. Fabrício ficou com a sobra e bateu, mas ela parou no pé direito de Rhodolfo, que só ajeitou e de pé esquerdo bateu rasteiro no canto esquerdo de Roni. 1 a 0 São Paulo.
O gol não assustou o Penapolense, que tinha o técnico Pintado fazendo sua estréia no banco de reservas. O time da casa passou a tocar a bola e começou a criar chances, desperdiçando todas. Enquanto isso o Tricolor do Morumbi claramente mostrava que iria buscar o segundo gol somente nos contra ataques. O jugo ficou ruim para o São Paulo, que passou a fazer seguidas faltas e foi sendo amarelado. Em 30 minutos Maycon, João Felipe, Cañete e Edson Silva receberam o cartão do árbitro. Pelo Penapolense, apenas Guarú foi amarelado.
Melhor em campo o time da casa ainda acertou uma vez a trave de Denis e obrigou o goleiro a fazer duas grandes defesas. Aos 20 minutos Rodrigo Caio toca contra depois de tentar cortar um cruzamento e acerta o travessão. Depois, aos 37 minutos Rodrigo Birô tentou um chute forte com a defesa de Denis, que voltou a trabalhar aos 44 minutos em chute de Guarú.

Segundo tempo
As duas equipes voltaram apara a segunda etapa com alterações. No Penapolense saiu o atacante Magrão para a entrada de Felipe Alves, também atacante. No São Paulo deixou o campo João Felipe e entrou Wallyson, que estreou no Tricolor do Morumbi. O São Paulo assimilou melhor as alterações e nos primeiros oito minutos criou duas grandes chances de ampliar. Na segunda Ademilson acertou a trave de Roni depois de bater forte de fora da área.
Mas aos poucos o Penapolense foi equilibrando a partida e voltou a ameaçar a meta Tricolor. Aos 18 minutos Neto acertou uma bomba e Denis rebateu para o meio da área. Na sequência o goleiro se enrolou com um atacante do Penapolense e quase cedeu o empate. Mais dois minutos Guaru foi derrubado na grande área e os torcedores pediram pênalti não marcado pela arbitragem.
Quando o time da casa mais se aproximava do empate, em um contra ataque rápido o São Paulo ampliou. Aos 24 minutos Ademilson foi lançado e trouxe a bola para o pé direito. De fora da área ele soltou um pombo sem asa e contou com um escorregão de Denis para fazer 2 a 0 São Paulo. A bola entrou no ângulo superior direito de Roni.

O último lance de perigo aconteceu aos 42 minutos. Fernando arriscou um chute de longa distância e Denis não conseguiu chegar. A bola explodiu na trave e foi para fora assustando o torcedor sãopaulino. Final 2 a 0 Tricolor do Morumbi..

Próximos jogos!
O Penapolense volta a campo para enfrentar o Paulista mais uma vez no estádio Tenente Carriço, o Tenentão, em Penápolis, no sábado, 09, às 18h30, tentando se reabilitar no Estadual. O São Paulo joga só no domingo, 10, no Morumbi, às 16 horas, em mais um clássico do futebol paulista. O Tricolor pega o Palmeiras pela 11ª rodada da competição.

Local
Estádio Tenente Carriço, em Penápolis
Árbitro
Fábio de Jesus Volpato Mendes
Assistentes
Daniel Luis Marques e Vitor Carmona Metestaine
Cartões Amarelos
Penapolense:Guaru
São Paulo:Maicon, João Felipe, Edson Silva, Cañete, Rhodolfo, Fabrício
Gols
São Paulo: Rhodolfo 3' 1T, Ademilson 24' 2T
Público
7.992 pagantes
Renda
R$ 361.668,00

Penapolense

Roni, Luís Felipe, Gualberto, Biro e Rodrigo Biro;
Liel, Anderson Carvalho, Neto (Fernando) e Guaru; 
Silvinho (Fio) e Magrão (Felipe Alves) Técnico - Pintado
São Paulo

Denis, João Filipe (Wallyson), Rhodolfo, Edson Silva e Carleto;
Rodrigo Caio, Fabrício (Lucas Faria), Maicon e Ganso;
Cañete (João Schidmit) e Ademilson Técnico - Ney Franco


Fonte Agência Futebol Interior 



PARANAENSE: Com gol de Alex, Coritiba é campeão do primeiro turno


A volta de Alex, campeão praticamente por onde passou, para o Brasil, não poderia ser diferente. O camisa 10 foi o responsável pela primeira conquista do Coritiba em 2013. Quis o destino que a decisão do Campeonato Paranaense acontecesse justamente na última partida, entre o Coxa e o Londrina e o craque não decepcionou. Aos 19 minutos da etapa final fez o gol da vitória, que deu a taça ao Verdão.

Com os três pontos conquistados em cima do rival direto pelo título, o Coritiba foi para 27 pontos, abrindo quatro do Londrina (23), segundo colocado, que nada pode fazer, uma vez que está foi a última rodada do Campeonato Paranaense.
Quem também se deu bem na rodada foi o Paraná. O Tricolor venceu o Paranavaí por 2 a 1 e terminou o primeiro turno na terceira colocação com 20 pontos, sete a menos do que o campeão Coritiba. O rival ficou na sétima colocação com 13 pontos. Wellington e Carlinhos marcaram para o Paraná e Léo diminuiu.

Já o Cianorte também conquistou os três pontos, contra o Nacional, fora de seus domínios, por 3 a 1, subindo para a décima posição com 11 pontos. O time mandante é o último e fechou o turno com apenas um ponto e sem conquistar nenhuma vitória.
Nos outros jogos, dois empates. Rio Branco e Arapongas ficaram em 0 a 0, na penúltima e sexta posição, respectivamente. Enquanto que Toledo, oitavo colocado com 12 pontos, empatou com o J. Malucelli, quarto, com 17 pontos, por 1 a 1.
Neste sábado, o mandante Atlético Paranaense goleou por 3 a 0 o Operário, no Escoestádio e terminou na quinta posição no Paranaense com 14 pontos. Os gols da partida foram marcados por Erwin, aos 4 minutos iniciais, Júnior, aos 26 e Douglas Coutinha, tambem aos 26, mas da segunda etapa.

Confira os jogos da 11ª rodada:
Sábado
Atlético 3 x 0 Operário

Domingo - 16 horas
Toledo 1 x 1 J. Malucelli
Londrina 0 x 1 Coritiba
Paraná 2 x 1 Paranavaí
Rio Branco 0 x 0 Arapongas
Nacional 1 x 3 Cianorte


Fonte Agência Futebol Interior

Volante Claiton reforça o Alecrim


Iniciando um novo turno no Campeonato Potiguar, a diretoria do Alecrim ainda tem novidades para a sua torcida. Com passagens e títulos por grandes clubes do futebol brasileiro, como Internacional, Santos e Flamengo, o volante Claiton é o novo reforço da equipe alecrinense. O atleta participa do treino da tarde de hoje segunda-feira (4), às 15h30, no Campo do Potiguar de Parnamirim. 

- É a minha primeira vez no Rio Grande do Norte e estou muito motivado para mostrar meu futebol para o público potiguar. Fiquei impressionado com a qualidade do elenco do Alecrim e com o projeto do presidente Anthony Armstrong – disse o jogador de 35 anos, que disputou o primeiro turno do campeonato gaúcho pelo Passo Fundo. 

Para o novo coordenador de futebol, Leandro Sena, o atleta, que tem no currículo títulos do Campeonato Carioca, Baiano, Gaúcho e um Brasileirão, chega para agregar e trazer mais experiência ao elenco do Alecrim. 

- Trata-se de um jogador experiente, com passagens em grandes equipes. É um atleta que chega para agregar qualidade e ainda mais experiência. Esperamos que ele se integre o quanto antes e esteja disponível o mais rápido o possível ao técnico, nos ajudando na caminhada do Alecrim rumo ao título – disse o dirigente. 

Após o empate em 1 a 1 com o Santa Cruz, no Iberezão, pela primeira rodada do segundo turno do Estadual, o Alecrim volta a campo diante do Potiguar de Mossoró, no Ninho do Periquito, na quarta-feira (6), às 20h30. 

Fonte Assessoria de Imprensa do Alecrim

Federação prepara Taça Cidade do Natal de Futsal e abre inscrições


A Federação Norte-rio-grandense de Futsal anuncia a realização da Taça Cidade do Natal Adulto Masculino. O torneio vai definir o representante da capital potiguar para a etapa Natal da 2ª Copa Inter TV Cabugi de Futsal.

As inscrições podem ser feitas até o dia 13, na sede da FNFS, que fica no ginásio Nélio Dias, na zona Norte de Natal. A taxa de inscrição custa R$ 250. Cada equipe pode relacionar até 20 atletas.
O congresso técnico está previsto para o dia 15 de março, e a bola deve rolar para o torneio no dia 19. A FNFS disponibilizou os telefones (84) 8825-2030 e 8743-0081 para mais informações.
Fonte globoesporte.com/rn

Alecrim sai na frente, mas cede igualdade para o Santa Cruz-RN



Santa Cruz-RN e Alecrim protagonizaram o único empate da rodada de abertura da segunda fase do Campeonato Potiguar. O placar de 1 a 1 foi construído no segundo tempo, em partida realizada neste domingo, no Estádio Iberezão, na cidade de Santa Cruz-RN.

O atacante Renan Marques abriu o placar para o Alecrim aos quatro minutos. Os donos da casa chegaram à igualdade aos 37 minutos, com o atacante Fabinho Recife, em cobrança de pênalti.

Com o resultados, Santa Cruz e Alecrim somam um ponto, e aparecem na quarta posição na tabela de classificação do primeiro turno. Na próxima rodada, o Santa encara o ABC no Estádio Frasqueirão, em Natal, enquanto o Alecrim recebe o Potiguar de Mossoró no Ninho do Periquito, em São Gonçalo do Amarante.
Fonte Globo Esporte RN

Santos e Corinthians decepcionam e empatam por 0 a 0 em jogo morno no Morumbi


O clássico Corinthians e Santos completou cem anos de história e o torcedor dos dois times deve ter saído do Morumbi com a certeza de já ter visto duelos melhores. Apesar da presença das principais estrelas dos dois lados, os rivais fizeram um duelo morno em campo e não saíram do 0 a 0 pelo Campeonato Paulista.
Com isso, após dez rodadas de Estadual o Santos assume, ao menos por enquanto, a terceira colocação da tabela, com 18 pontos e vantagem no saldo de gols em relação ao Botafogo-SP, quarto. Já o Corinthians soma apenas 15 e pode até sair do grupo dos oito que se classificam para a etapa seguinte, dependendo dos outros resultados do fim de semana.

Além de não condizer com a história do clássico, o duelo deste domingo também não refletiu a importância que ele tinha para os dois lados. O Santos tinha de vencer para tirar um pouco da pressão sobre o técnico Muricy Ramalho, enquanto para o Corinthians o triunfo seria um ótimo combustível para a Libertadores e uma válvula de escape para a crise extracampo.
Só que nenhum dos dois lados fez por merecer essa reviravolta dentro do gramado, embora o Corinthians tenha sido superior em quase todo o confronto. Neymar, grande estrela da equipe da Vila Belmiro, foi anulado pelo zagueiro Gil e teve uma atuação muito abaixo da média. Pelo Corinthians, Alexandre Pato até tentou fazer sua parte, mas viu seus companheiros falharem em lances decisivos e também não conseguiu tirar o zero do marcador.
Para o Santos, o clássico não serviu nem para lucrar com o palco diferente. Pensando em um possível lucro com o torcedor que vive na capital, a diretoria decidiu cumprir a pena imposta à Vila Belmiro pelas moedas atiradas no clássico contra o São Paulo no Morumbi. O tiro saiu pela culatra, e apenas 17 mil pessoas, sendo cerca de dois mil corintianos, foram ver o clássico.
Os entusiastas de Neymar e companhia até começaram comemorando. O Santos começou o jogo melhor. Na base do abafa e em cruzamentos de bola parada, o time chegou até a abrir o placar, só que Cícero estava impedido quando cabeceou para o gol aos 5 minutos. O lance pareceu acordar o Corinthians.
Com paciência, o time de Tite começou a trocar passes no campo de ataque e usou e abusou da frágil marcação santistas nas duas laterais. Renato Augusto, o melhor em campo a esta altura, deu pelo menos dois dribles desconcertantes em Galhardo e criou várias jogadas.
Só que foi justamente o lateral quem salvou os santistas no primeiro grande lance do jogo. Aos 33 minutos, Pato encontrou Paulinho na esquerda e o volante cruzou rasteiro. Guerrero fechava livre para abrir o placar, mas Galhardo chegou antes e conseguiu bloquear seu chute, mandando para escanteio.
Minutos depois, de novo Pato se destacou. Ele recebeu de Renato Augusto na entrada da área, girou com muita categoria sobre a marcação e deixou Paulinho livre. O volante demorou a bater e tentou se livrar de Rafael, mas acabou mandando a bola nas mãos do goleiro santista.
Apesar das chances, o jogo não empolgou. Os dois times criaram pouco, focaram muito na marcação e estiveram longe de apresentar um espetáculo agradável. No intervalo, o que pareceu uma injeção de ânimo nas duas equipes até ameaçou animar o confronto.
O Santos de novo começou fazendo pressão, mas foi o Corinthians que teve a grande chance aos 4 minutos. Com extrema categoria, Ralf lançou Renato Augusto de trivela. O meia tentou bater de cobertura, mas acabou chutando por cima do gol de Rafael.
A reação do Santos viria com Neymar, se ele não estivesse em uma tarde tão pouco inspirada. Em duas bolas seguidas, ele reclamou falta de Gil em lances nos quais exagerou na individualidade. No segundo deles, chegou a pedir um pênalti, levou amarelo do juiz e está suspenso para o próximo jogo.
Mais uma vez, a partida se acalmou. Único a ainda ter gás pelo Corinthians, Pato chegou forçar Rafael a jogar como líbero após um chutão de defesa. Pelo Santos, foi Marcos Assunção quem assustou ao acertar uma falta no travessão de Cássio aos 33 minutos. E foi só.
Na próxima rodada, o Santos enfrenta o Atlético Sorocaba, domingo, às 18h30, no estádio Walter Ribeiro. Já no sábado, o Corinthians recebe o Ituano, às 18h30, no Pacaembu. 

Agora, o Corinthians viaja para o México ainda neste domingo, onde enfrenta na próxima quarta o Tijuana, quase na fronteira com os Estados Unidos, pela Libertadores. Já o Santos tem mais uma semana de folga e volta a campo no fim de semana que vem, pelo Paulista, contra o Atlético de Sorocaba. 


FICHA TÉCNICA

SANTOS 0 X 0 CORINTHIANS

Local: Murunbi em São Paulo (SP)
Data/Hora: 3/3/2013 16h
Árbitro: Guilherme Ceretta de Lima (SP)
Auxiliares: Alberto Poletto Masseira (SP) e Maria Nubia Ferreira Leite (SP)

Renda/Público: R$ 514.874/ 17.155 total
Cartões Amarelos: Neymar, Marcos Assunção e Cícero (SAN); Edenilson (COR)

Santos : Rafel; Galhardo (Bruno Peres, intervalo), Edu Dracena, Durval e Léo; Arouca, Marcos Assunção, Cícero  e Montillo (Felipe Anderson); Neymar e André (Giva). Técnico: Muricy Ramalho.

Corinthians : Cássio, Edenilson, Gil, Paulo André e Igor; Ralf, Paulinho, Danilo (Douglas) e Renato Augusto, Pato(Romarinho) e Guerrero(Emerson). Técnico: Tite


Fonte: meutimao.com.br

Baraúnas sofre virada e perde para o Assu na largada da Copa RN



Atuando no Edgarzão neste domingo (03) na estréia da Copa RN, a segunda fase do campeonato potiguar, o Baraúnas foi derrotado pelo Assu por 4 a 2. Com o resultado, o Assu lidera o primeiro turno, com três pontos, ao lado de Corintians-RN e Potiguar de Mossoró, que também venceram na rodada de abertura. Já o Baraúnas, sem marcar pontos, é lanterna ao lado de América e ABC.

Mesmo jogando como visitante o Baraúnas saiu na frente com Cristiano Alagoano marcando aos 40 minutos da etapa inicial. Ricardinho empatou para os donos da casa no último minuto do tempo regulamentar. A virada do Assu veio com Júnior Bahia logo os 2 minutos do segundo tempo. Aos 5, Cristiano Alagoano, deixou tudo igual para o Baraúnas. Os vistiantes equilibravam a partida até que, aos 20 minutos, Binho foi expulso e deixou o representante potiguar na Série C 2013 em desvantagem numérica no gramado. 10 minutos depois, o Assu tirou vantagem disso: Assis chutou e Fernando acabou fazendo contra. Assu 3 a 2. Aos 43, Marcelo Paraíba chutou forte para definir o placar de 4 a 2 para os assuenses.

Na próxima quarta-feira (06) às 20h30min o Baraúnas volta a campo. O adversário no jogo em casa, no Nogueirão, será o América.
Fonte Sériec.com.br via FNF

COPA DO NORDESTE: Campinense surpreende Fortaleza e encara o ASA na final


 Mais uma vez, a Copa do Nordeste surpreendeu. O Campinense é o primeiro finalista da competição. Na tarde deste domingo(03), venceu o Fortaleza, por 1 a 0, com gol de pênalti, de Zé Paulo, aos dois minutos de jogo e garantiu sua vaga na decisão. Agora, a Raposa aguarda o vencedor do duelo entre Ceará e ASA, para ver seu adversário da final.
O Fortaleza havia vencido o jogo de ida, por 2 a 1, por isso, precisava de um simples empate. Mas, em campo não jogou muito bem e foi surpreendido pelos paraibanos. Com o placar somado em 2 a 2, a Raposa avançou graças ao gol marcado fora de casa, na primeira partida. Agora, Fortaleza volta suas atenções para o Campeonato Cearense.
A classificação do Campinense para a final da Copa do Nordeste é inédita e foi conquistada após a equipe ter jogado melhor. Apesar do placar apertado, o finalista acertou a trave duas vezes e ainda perdeu um pênalti na segunda etapa. A semifinal diante do Fortaleza ficou marcado ainda, pelos problemas estomacais que grande parte da delegação rubro-negra foi acometida no dia do primeiro jogo da decisão.

Asa vence fora de casa e avança

Após empate por 3 a 3 na primeira partida, para o Ceará bastava uma vitória simples dentro de casa para avançar. Entretanto, o Asa surpreendeu e mesmo fora de seus domínios ganhou por 1 a 0. O gol do Campinense foi marcado por Léo Gamalho, que subiu livre após cobrança de escanteio e cabeceou forte, sem chance  para o goleiro Fernando Henrique. Os Jogadores do ASA festejaram muito a classificação histórica do clube após a partida.
O ASA concentra todas suas forças para as partidas decisivas diante do Campinense, que venceu o Fortaleza, por 1 a 0. Eliminado, o Ceará se prepara agora para a disputa da segunda fase do Campeonato Cearense. O Primeiro jogo da decisão da Copa do Nordeste está marcada para o próximo domingo, em Alagoas.

Confira os resultados da semifinal da Copa do Nordeste:
Domingo
Campinense 1 x 0 Fortaleza
Ceará 0 x 1 ASA

Fonte Agência Futebol Interior

Corintians-RN surpreende, vira e vence América-RN no Nazarenão



O Corintians-RN surpreendeu o América-RN em pleno Estádio Nazarenão, em Goianinha, e venceu por 3 a 1, de virada. A partida foi realizada neste domingo e marcou a estreia das duas equipes na segunda fase do Campeonato Potiguar.

Com o resultado, o Galo do Seridó é um dos líderes do primeiro turno, com três pontos, ao lado de Assu e Potiguar de Mossoró, que também venceram neste domingo.
O jogo

A escalação do América causou surpresa, já que os atacantes Tiago Adan e Taiberson iniciaram como titulares. Os dois jogadores se apresentaram na sexta-feira e já ganharam lugar no time. O primeiro tempo foi bastante equilibrado, e o América-RN só conseguiu marcar aos nove minutos. Cascata cobrou falta da esquerda e superou o goleiro David Escorpião. Depois do gol, o alvirrubro sentiu dificuldades para bater a forte marcação do Galo do Seridó.

O empate do Corintians de Caicó veio na segunda etapa. Aos oito minutos, Didi aproveitou bobeira da zaga americana, passou pelo goleiro Dida e só tocou para Ebinho completar para as redes.

A virada caicoense também teve a marca do atacante Ebinho. Aos 27 minutos, ele ganhou de Edson Rocha e Alysson na velocidade e bateu na saída de Dida. No lance seguinte, Tiago Adan quase empatou para o América, mas o chute forte foi defendido por David Escorpião. Ainda deu tempo do Corintians ampliar, aos 40 minutos, com Didi.

Aos 43, Ito Cruz foi expulso e deixou o Corintians com um a menos. Mesmo assim, o Galo foi ao ataque mais uma vez e, no finalzinho, por pouco não marcou o quarto, com Mercinho acertando a trave de Dida.
Ficha Técnica
Local Estadio Nazarenão em Goianinha
Jogo América 1 vs 3 Corintians de Caicó
Arbitragem
A - Flávio Roberto Sales de Lima , A1 - Luiz Carlos Câmara, A2 - Vinícos Melo de Lima, 4º - Josenildo Lopes da Silva e o Del - Francisco Assis de Lima
Cartões Amarelos: Norberto(América), Mecinho(Corintians-RN)
Cartão Vermelho: Ito Cruz aos 43 do 2º'T
Gols: Cascata aos 9min e 20 seg do1º'T, Ebinho aos 8min do 2º'T e aos 27 do 2º'T e Didi Galo aos 39min e 20 seg do 2º'T.
América Dida, Norberto, Alison, Rocha, bruno(Cleo), Ricardo Baiano, Fabinho, Regis, Cascata(Everton), Tiago Adan, Taiberson(Oliveira). Técnico - Alexandre Irineu
Corintians de Caicó = David, Ito Cruz, Fabio Seixas, Mecinho, Indio, Ramon, Joziclei, Leleu, Tiago Santos, Didi Galo(João Paulo), Ebinho(Elber). Técnico - Gilberto Gaucho
Fonte Globo Esporte RN e Jarbas Fonsêca

CARIOCA: Botafogo quebra tabu contra Fla no Engenhão e fará final


Com grande atuação do goleiro Jefferson, o Botafogo venceu pela primeira vez o Flamengo no Engenhão, depois de oito empates e três derrotas, e se classificou para a final da Taça Guanabara, no próximo domingo, contra o Vasco. Neste domingo, o Botafogo marcou no primeiro e no último minuto de jogo, com Julio César e Vitinho, e o placar de 2 a 0 se deveu em parte à atuação de Jefferson. Quando o time rubro-negro buscava o empate, ele fez quatro defesas difíceis. Seu colega Felipe, do Flamengo, também se destacou.

Na decisão da Taça Guanabara, o primeiro turno do Campeonato Carioca, o Vasco, que derrotou o Fluminense por 3 a 2 no sábado, vai ter a vantagem do empate. Neste domingo, além de ter quebrado um tabu contra o Flamengo, o Botafogo também acabou com uma invencibilidade de 17 jogos do adversário, dono da melhor campanha na fase de classificação da competição.

Boa movimentação
Com movimentação constante e forte marcação, o Botafogo envolveu o Flamengo com facilidade. A vantagem obtida logo no primeiro ataque do time alvinegro ditou boa parte do ritmo da partida. O gol surgiu em lance individual do lateral Julio César. Ele se livrou de três flamenguistas e completou com chute rasteiro.
Seedorf comandava o time, com sua visão de jogo e habilidade que muitas vezes fazem a diferença. Faltava, no entanto, quem concluísse as jogadas. O atacante Rafael Marques, desajeitado, desperdiçou várias oportunidades em contra-ataques. Lodeiro também errou alguns chutes a gol.
Mas, pelo menos, o Botafogo arriscava. O Flamengo nem sequer ameaçava o goleiro Jefferson. Foi assim por quase 53 minutos, quando deu o primeiro chute a gol com Renato. Com um time jovem e, portanto, sem experiência em jogos decisivos, o time rubro-negro começou a perder o apoio de sua torcida antes mesmo do intervalo. Atuava sem velocidade, sem a mínima criatividade e parecia disperso. Não fazia jus ao nome que cada atleta estampava na camisa: o do maior ídolo do Flamengo, Zico, em homenagem aos 60 anos do ex-craque.

Jogo aberto

As chances de gol aumentaram bastante a partir da metade do segundo tempo. O jogo ficou mais aberto, mas o Fla ainda assim continuava esbarrando na marcação do Botafogo. O árbitro Grazianni Maciel também deu sua parcela de colaboração ao alvinegro ao ignorar um pênalti de Marcelo Mattos, que botou o braço na bola dentro da área.
Nos últimos minutos, o Flamengo foi todo ao ataque e até o goleiro Felipe tentou o gol de empate. Ele demorou a voltar após cobrança de escanteio de sua equipe. Na sequência, Vitinho recebeu a bola, livre, e finalizou sem a presença do goleiro: 2 a 0.
"Foi a vitória da raça. Vamos ser campeões", disse Julio César, o autor do primeiro gol. Ele acabou escalado após a negociação de Márcio Azevedo durante a semana para o futebol da Ucrânia. Transação que levou o técnico Oswaldo de Oliveira a desabafar irritado: "Márcio é fundamental para meu esquema tático".

FICHA TÉCNICA 
FLAMENGO 0 X 2 BOTAFOGO 

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ) 
Data: 3 de março de 2013 (Domingo) 
Horário: 16h(de Brasília) 
Árbitro: Grazianni Rocha (RJ) 
Assistentes: Rodrigo Corrêa (RJ) e Luiz Cláudio Regazone (RJ) 

Cartões amarelos: Dória, Lucas, Jefferson, Gabriel (Bota); Marcos González, Víctor Cáceres, Renato Abreu , Ibson (Fla) 
Gols: BOTAFOGO: Julio Cesar, a 1min do 1º tempo. Vitinho, aos 48 min 2º do tempo 

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Wallace, Marcos González e João Paulo; Víctor Cáceres (Gabriel), Ibson e Elias (Rodolfo); Rafinha, Carlos Eduardo (Renato Abreu) e Hernane 
Técnico: Dorival Júnior 

BOTAFOGO: Jéfferson; Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar (André Bahia); Marcelo Mattos, Fellype Gabriel, Lodeiro (Vitinho), Seedorf e Andrezinho (Gabriel); Rafael Marques 
Técnico: Oswaldo de Oliveira


Fonte Agência Estado e Gazeta Esportiva