sábado, 20 de junho de 2015

Natal busca sediar jogos da Liga Mundial de Vôlei em 2016

Natal pode ser palco de partidas da Liga Mundial de vôlei (Foto: Divulgação/FIVB)

Após confirmar o amistoso da Seleção Brasileira masculina de vôlei contra a Argentina, próximo dia 4, às 19 horas, no ginásio Nélio Dias, na zona norte, Natal agora busca sediar partidas da Liga Mundial, em 2016.

O presidente da Federação do Norte-rio-grandense de vôlei, Igor Dantas, confirmou o interesse em trazer as partidas e destacou que o duelo diante dos argentinos será um teste para a realização dos jogos da competição internacional.

“Nós tivemos uma reunião nesta semana e demonstramos o interesse de sediar os jogos da Liga Mundial de Vôlei. O primeiro teste para conseguirmos trazer as partidas será no amistoso contra a Argentina. Se tivermos uma boa organização, um bom público, nossa chance aumenta”, explicou.

Um fator que pode dificultar é o financeiro. Segundo Dantas, o valor mínimo de investimento é de aproximadamente R$ 800 mil e citou Cuiabá-MT como exemplo. Ainda assim, ele se mostrou confiante quanto à possibilidade de receber a seleção verde e amarela.

“O investimento mínimo necessário é de R$ 800 mil. Cuiabá está investindo R$ 1,2 milhão para realizar os jogos nos dias 2 e 3 de julho”, comentou.

Na areia
A torcida potiguar também poderá conferir o esporte na praia em 2016. Igor Dantas anunciou que Natal deverá receber em abril uma etapa do circuito brasileiro de vôlei de praia. “Vamos receber o circuito de vôlei de praia. Tudo indica que acontecerá em abril do ano que vem. Isso será definido no dia do amistoso com a Argentina”, informou.

No ano passado, no mês de fevereiro, a capital norte-rio-grandense recebeu uma etapa da competição.

Visita
Antes do amistoso contra a Argentina, no dia 4, alguns atletas visitarão a Casa do Menor, onde participarão da cerimônia de inauguração de duas quadras de esportes, a partir das 8h da manhã.

Por Heilysmar Lima Foto: Divulgação/FIVB

Neymar pega quatro jogos de suspensão por expulsão e está fora da Copa América

Neymar não joga mais na Copa América no Chile (Foto: Bruno Domingos/Mowa Press)

O atacante Neymar está fora da Copa América, que está sendo disputada no Chile. Ele foi suspenso por quatro jogos na tarde desta sexta-feira, em Santiago, por sua expulsão na partida entre Brasil e Colômbia, realizada na última quarta. No entanto, a CBF ainda vai tentar reverter a situação. A entidade vai entrar com recurso, pedindo a revisão da pena. A entidade ainda foi multada em US$ 10 mil.

A CBF terá até este domingo para fazer a apelação, mas deve agir o mais rapidamente possível. A apelação será analisada por uma única pessoa, o equatoriano Guillermo Saltos. Por ser uma competição rápida, ele está de plantão para decidir questões disciplinares da Copa América.

Na súmula, o árbitro chileno Enrique Osses narrou a confusão ao final do jogo, a partir da bola chutada em Armero por Neymar e também que o atacante, após ser expulso, o esperou na entrada do túnel para ofendê-lo. A defesa do brasileiro havia pedido a sua absolvição, alegando que ele foi hostilizado por adversários e até por um auxiliar da arbitragem. A defesa foi elaborada pelo diretor jurídico da CBF, Carlos Eugenio Lopes.

Apenas duas pessoas participaram da reunião: Adrian Leiza, representante do Uruguai, e Alberto Lozada, da Bolívia. O chileno Carlos Tapia preferiu não opinar pelo fato de a partida ter sido apitada pelo compatriota Enrique Osses. O brasileiro Caio César Rocha e o colombiano Orlando Morales também não participaram.

Por Estadão Conteúdo Foto: Bruno Domingos/Mowa Press

Mundial sub-20: Brasil é castigado na prorrogação e perde título para a Sérvia


O Brasil perdeu a chance de comemorar seu sexto título mundial na categoria sub-20. Na madrugada deste sábado 20, a equipe do técnico Rogério Micale lutou, jogou a sua terceira prorrogação no torneio, mas foi derrotada pela Sérvia por 2 a 1, no estádio North Harbour, em Auckland (Nova Zelândia).

O gol da vitória dos europeus foi marcado por Maksimovic, aos 13 minutos do segundo tempo da prorrogação. Em um momento em que a partida estava aberta, a Seleção Brasileira foi castigada por um contra-ataque nas costas de sua zaga e não teve como reagir.

Com o resultado, a Sérvia conquista, como nação independente, seu primeiro título mundial na categoria sub-20. A Iugoslávia havia faturado a competição em 1987. O Brasil, por sua vez, amarga o quarto vice-campeonato – a Argentina segue como maior campeã, com seis conquistas.

Depois do terrível desempenho no Sul-Americano do começo do ano, com o quarto lugar, o resultado do time brasileiro pode ser considerado positivo em função dos diversos problemas registrados na preparação. Na véspera do Mundial, o técnico Alexandre Gallo foi demitido e, de forma emergencial, Rogério Micale assumiu o grupo convocado por seu antecessor.

Fonte Gazeta Esportiva Foto AFP