sexta-feira, 29 de abril de 2016

Juiz atende MP e reduz preço dos ingressos para a torcida do ABC

América-RN x ABC Campeonato Potiguar Arena das Dunas (Foto: Canindé Pereira/Divulgação)

Os ingressos destinados aos torcedores do ABC para o primeiro jogo da decisão do Campeonato Potiguar contra o América-RN, marcado para esse domingo, às 16h, na Arena das Dunas, sofreram uma redução no preço. Os valores serão R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), para o primeiro lote correspondente à metade da capacidade do setor Noroeste, que são 1.600 lugares, e o segundo lote de ingressos aos valores de R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia), para os espaços restantes. A determinação aconteceu nesta quinta-feira, após julgamento realizado pelo juiz Madson Ottoni de Almeida Rodrigues, titular da 9ª Vara Cível da Comarca de Natal. O Alvinegro contestou os valores cobrados e solicitou uma Ação Civil Pública, que foi ajuizada pelo Ministério Público do Rio Grande do Norte. As vendas devem ser iniciadas no site da Arena das Dunas ainda nesta quinta e até o início da manhã da sexta-feira no Estádio Frasqueirão.

Na decisão, o magistrado considerou que os valores cobrados eram excessivos para os níveis Inferior e Superior do setor Noroeste, destinados a torcida do ABC, e Inferior e Superior do setor Sudoeste, para a torcida do América-RN. No documento, o juiz justifica ainda que "em que pese os setores Sudoeste e Noroeste do estádio serem mais privilegiados em razão de estarem ao abrigo do Sol e de terem uma área de acessibilidade mais facilitada, o preço dos ingressos nesses setores (Sudoeste e Noroeste) não pode extrapolar em grande medida o ingresso cobrado nas demais áreas da praça de esportes, considerando que o torcedor do ABC não dispõe de outra alternativa senão a que foi destinada pelo América, mandante do jogo. Nesse sentido, prima facie, concordo com o Ministério Público e tenho por desproporcional os valores de R$ 80,00 inteira e R$ 40,00 meia fixados pelo América".

Caso a decisão seja descumprida, o América-RN pode responder na Justiça e pagar uma multa de R$ 50 mil, revertida em favor do Fundo Estadual de Defesa do Consumidor. A Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF) e a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) devem atuar na fiscalização da venda de ingressos.

Fonte GE RN Foto: Canindé Pereira/Divulgação