sábado, 14 de maio de 2016

Subiram! O retorno de quatro torcidas à Série A


Torcidas de quatro tradicionais clubes terão a oportunidade de vibrar com o retorno de seus times ao pelotão de elite do futebol do país: O Brasileirão. Botafogo, Santa Cruz, Vitória e América-MG conquistaram o acesso no ano passado e participarão do campeonato mais disputado do mundo. Levantamos o histórico destes times em suas participações no seleto grupo do futebol brasileiro:

América-MG
Sem disputar a Série A desde 2011, o América Mineiro, quarto colocado na Série B do ano passado, vem para sua 16ª participação na Série A. A melhor campanha da história do Coelho foi em 1973, quando terminou na sétima colocação. O América conquistou o Campeonato Mineiro nesta temporada, o que não acontecia desde 2001, e quer aproveitar o embalo para tentar quebrar mais um tabu no Brasileirão.

Botafogo
Campeão da Série B em 2015, o Botafogo vai para a 53ª participação no Campeonato Brasileiro, sendo quatro na Taça Brasil, quatro no Torneio Roberto Gomes Pedrosa e 44 no modelo atual. O Alvinegro estreou na competição na temporada de 1962 e já conquistou dois títulos, em 1968 ( Taça Brasil) e 1995. Nesta temporada, o clube de General Severiano foi vice-campeão do Campeonato Carioca.

Santa Cruz
Com uma emocionante arrancada na reta final da Série B do ano passado, o Santa Cruz ficou com o vice da competição e disputará o 25º Campeonato Brasileiro da Série A de sua história. O Tricolor pernambucano jogou a Taça Brasil em uma oportunidade, dois Torneios Roberto Gomes Pedrosa e 21 vezes a Série A. As melhores participações do Santinha foram nos anos de 1960 e 1975, quando ficou com o 4º lugar. Em grande fase, por conta das conquistas recentes da Copa do Nordeste e do Campeonato Pernambucano, o clube espera contar com a força da torcida no Arruda neste retorno ao principal campeonato do país, após dez anos. 

Vitória
O Vitória fez bonito na Série B do ano passado e ficou com a terceira colocação. O Rubro-Negro baiano vai disputar o Campeonato Brasileiro pela 38º vez em sua história, sendo duas edições da Taça Brasil e o restante no modelo atual. A temporada em que a equipe foi mais longe na competição foi em 1993, quando disputou a final e foi superado pelo Palmeiras. Campeão baiano em 2016, ao superar o rival Bahia, o Leão quer manter seguir vencendo no Brasileirão para seguir contando com o apoio da torcida.

Fonte Site da CBF

O maior campeonato do mundo. Raio X: Os 20 candidatos ao Brasileirão 2016

20160512175917_0

O Brasileirão vai começar! Na tarde deste sábado (14), Flamengo e Sport Recife rolam a bola para a primeira partida da Série A do Campeonato Brasileiro de 2016. Neste ano, Botafogo, Santa Cruz, Vitória e América-MG voltam a integrar a elite do futebol brasileiro. Os clubes foram os quatro primeiros da Série B em 2015. Eles ocupam as vagas deixadas por Vasco, Avaí, Goiás e Joinville, que acabaram o último Brasileirão na zona de rebaixamento e disputarão a Série B este ano. A competição, que tem o Corinthians como o atual campeão, reserva muitas emoções para as suas 38 rodadas. Saiba mais sobre os 20 times que postulam o título do Brasileirão em 2016:

AMÉRICA-MG – O Coelho está de volta à Série A! Depois de quatro anos longe do Brasileirão, o América-MG retorna à elite do futebol brasileiro, e tem muitos motivos para comemorar. O Mecão começa o campeonato motivado pelo seu 16º título estadual, conquistado com vitórias sobre o Cruzeiro e o Atlético-MG, grandes adversários regionais.

Time-base: João Ricardo; Artur, Alison, Sueliton e Jonas; Leandro Guerreiro, Claudinei, Danilo Barcelos e Osman; Rafael Bastos e Victor Rangel
Técnico: Givanildo
Temporada 2015: 4º lugar da Série B
Último Brasileirão: 2011 (19º)

ATLÉTICO-MG – Vice-campeão em 2015, o Atlético-MG segue em sua busca pelo segundo título brasileiro na história do clube. Após bater na trave no ano passado, o Galo trocou de técnico e reforçou o elenco com jogadores como Robinho e Clayton. Não à toa, o Alvinegro tem mostrado força na temporada. Chegou à final do Estadual e começa o Brasileiro em meio à disputa das quartas de final da Copa Libertadores da América.

Time-base: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Frickson Erazo e Douglas Santos; Rafael Carioca, Leandro Donizete, Junior Urso e Patric; Robinho e Lucas Pratto
Técnico: Diego Aguirre
Temporada 2015: 2º lugar da Série A

ATLÉTICO-PR – Depois de um começo ruim de temporada, o Furacão ganhou uma injeção de ânimo uma semana antes do Brasileirão. Com duas vitórias categóricas sobre o Coritiba na final do Estadual, o Atlético Paranaense renovou suas esperanças para a disputa do Brasileiro. Após a chegada do técnico Paulo Autuori, até o atacante Walter encerrou o longo jejum de gols que o incomodava, marcando na decisão contra o Coritiba.

Time-base: Weverton; Léo, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio, Jadson, Nikão e Pablo; Walter e Ewandro
Técnico: Paulo Autuori
Temporada 2015: 10º lugar da Série A

BOTAFOGO – A Estrela Solitária voltará a brilhar no Brasileirão. Atual campeão da Série B, o Botafogo retorna à Série A depois de um ano longe da principal competição do futebol brasileiro. O Fogão manteve o técnico Ricardo Gomes e acredita na força de seu elenco para fazer uma boa competição. No Campeonato Carioca, o Bota ficou com o vice-campeonato, após perder para o Vasco na grande final.

Time-base: Jefferson; Luís Ricardo, Joel Carli, Emerson e Diogo Barbosa; Rodrigo Lindoso, Bruno Silva, Gegê e Leandrinho; Salgueiro e Ribamar
Técnico: Ricardo Gomes
Temporada 2015: 1º lugar da Série B
Último Brasileirão: 2014 (19º)

CHAPECOENSE – A Chapecoense é mais uma das equipes que comemoraram um título uma semana antes do início do Brasileirão. Em um confronto equilibrado diante do Joinville, a Chape conquistou o seu quinto título estadual em 43 anos de história. Entre os comandados do técnico Guto Ferreira, destacou-se o atacante Bruno Rangel, que se tornou o maior artilheiro da história do clube.

Time-base: Danilo; Giménez, Rafael Lima, Thiego e Dener; Josimar, Gil, Cleber Santana e Ananias; Lucas Gomes e Kempes
Técnico: Guto Ferreira
Temporada 2015: 14º lugar da Série A

CORINTHIANS – Grande vencedor da última edição do Campeonato Brasileiro, o Corinthians tentará defender o seu título da Série A em 2016. Eliminado da Copa Libertadores América e do Paulista antes da final, o Timão tem no nacional a chance de se recuperar na temporada. Após perder algumas das principais peças do título brasileiro de 2015, os comandados do técnico Tite terão uma dura missão pela frente.

Time-base: Cássio; Fagner, Felipe, Valbuena e Uendel; Bruno Henrique, Giovanni Augusto, Elias e Rodriguinho; Lucca e André
Técnico: Tite
Temporada 2015: 1º lugar da Série A

CORITIBA – Depois de perder o título paranaense para o seu maior rival, o Coritiba busca sua recuperação na temporada no Brasileirão. Campeão da competição em 1985, o Coxa lutou pela permanência na Série A até as últimas rodadas em no ano passado e quer um campeonato melhor dessa vez. Sob a tutela de Gilson Kleina, o Coritiba manteve boa parte do elenco, como o atacante Kleber e o lateral Juan, para a disputa do nacional.

Time-base: Elisson; Reginaldo, Luccas Claro, Juninho e Carlinhos; Alan Santos, João Paulo, Ruy e Negueba; Kléber e Leandro
Técnico: Gilson Kleina
Temporada 2015: 15º da Série A

CRUZEIRO – Bicampeão brasileiro entre 2013 e 2014, o Cruzeiro teve um campeonato mais modesto no ano passado. Após perder o treinador Mano Menezes, responsável por uma arrancada no returno do Brasileirão de 2015, a temporada não começou tão boa para a Raposa. O clube foi eliminado precocemente no Estadual e acabou demitindo o técnico Deivid. Sem substituto definido, o Cruzeiro quer voltar a brigar entre os primeiros times do Brasileirão.

Time-base: Fábio; Lucas, Léo, Bruno Rodrigo e Sanchez Miño; Lucas Romero, Matias Pisano, Henrique e De Arrascaeta; Willian e Allano
Técnico: Geraldo Delamore
Temporada 2015: 8º da Série A

FIGUEIRENSE – Depois de escapar do rebaixamento nas últimas rodadas de 2015, o Figueirense quer correr menos riscos na atual temporada. Apesar de perder dois de seus maiores destaques, o goleiro Alex Muralha e o atacante Clayton, o Figueira se reforçou com jogadores como o meia Elicarlos e o experiente centroavante Rafael Moura. Eliminado na fase de grupos do Estadual, o Figueirense tem no Brasileirão a sua chance de recuperação na temporada.

Time-base: Junior Oliveira; Jefferson, Jaime, Bruno Alves e Marquinhos Pedroso; Elicarlos, Jocinei, Ferrugem e Bady; Ermel e Rafael Moura
Técnico: Vinicius Eutrópio
Temporada 2015: 16º da Série A

FLAMENGO – As expectativas da torcida rubro-negra nunca são baixas quando o Flamengo inicia uma campanha no Brasileirão. Longe das primeiras posições há algumas temporadas, o Fla confia na capacidade do técnico Muricy Ramalho, tetracampeão brasileiro, para voltar a figurar no topo da tabela. Sob o comando de Muricy, o Fla passou por uma mudança grande no elenco, com a chegada de reforços para o time titular, como os meias Willian Arão e Federico Mancuello e o lateral direito Rodinei.

Time-base: Paulo Victor; Rodinei, Wallace, Juan e Jorge; Gustavo Cuellar, Willian Arão e Federico Mancuello; Emerson Sheik, Marcelo Cirino e Paolo Guerrero
Técnico: Muricy Ramalho
Temporada 2015: 12º da Série A

FLUMINENSE – O início de 2016 foi um tanto conturbado para o Fluminense, que se encontrou depois da chegada do técnico Levir Culpi. Vice-campeão com o Atlético-MG em 2015, o treinador tem a missão de voltar a fazer o Flu brigar entre as primeiras posições do Brasileirão. No elenco, Levir terá a ajuda de jogadores consagrados como o goleiro Diego Cavalieri e o atacante Fred, além de jovens como o meia Gustavo Scarpa.

Time-base: Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e Wellington Silva; Pierre, Cícero, Gustavo Scarpa e Gerson; Osvaldo e Fred
Técnico: Levir Culpi
Temporada 2015: 13º da Série A

GRÊMIO – Eliminado na Copa Libertadores da América, o Tricolor Gaúcho tem a chance, no Brasileirão, de encerrar um longo jejum. O Grêmio não conquista um título de elite nacional há 15 anos (desde a Copa do Brasil de 2001). Comandado pelo jovem técnico Roger Machado, o elenco do Tricolor já provou seu valor no campeonato passado, quando terminou o Brasileirão na terceira colocação, com a segunda melhor defesa da competição.

Time-base: Marcelo Grohe; Ramiro, Pedro Geromel, Fred e Marcelo Hermes; Walace, Maicon, Giuliano e Douglas; Luan e Miller Bolaños
Técnico: Roger Machado
Temporada 2015: 3º da Série A

INTERNACIONAL – Hexacampeão gaúcho, o Internacional vive um momento diferente do que viveu nos últimos anos. O clube perdeu o meia D’Alessandro, no começo da temporada, e aposta em um grupo com mais jovens e menos medalhões. A equipe comandada pelo técnico Argel Fucks tem como referências no ataque jogadores como Eduardo Sasha e Vitinho. Para o Brasileirão, o Inter passará por mudanças no gol. Negociado com o futebol europeu, o goleiro Alisson deixará o clube após a disputa da Copa América. Para o lugar dele, o Colorado já contratou o goleiro Danilo Fernandes, que estava no Sport Recife.

Time-base: Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando e Artur; Fernando Bob, Fabinho, Anderson e Andrigo; Vitinho e Eduardo Sasha
Técnico: Argel Fucks
Temporada 2015: 5º da Série A

PALMEIRAS – O Palmeiras é o atual campeão da Copa do Brasil. Mas isso não garantiu um começo de ano tranquilo ao clube. Eliminado na Copa Libertadores da América e no Campeonato Paulista, o Palmeiras trocou de treinador e ainda quer se acertar sob o comando de Cuca. O técnico busca seu primeiro título brasileiro, uma taça que o Palmeiras não conquista desde 1994.

Time-base: Fernando Prass; Tchê Tchê, Victor Hugo, Thiago Martins e Egídio; Mateus Sales, Jean, Cleiton Xavier e Roger Guedes; Gabriel Jesus e Lucas Barrios
Técnico: Cuca
Temporada 2015: 9º da Série A

PONTE PRETA – A Macaca retornou à Série A em 2015, e já pôde mostrar sua força. Com uma campanha sólida, a Ponte Preta terminou a competição no meio da tabela, e agora quer chegar ainda mais longe. Reforçado por atletas como o lateral Reinaldo e o atacante Wellington Paulista, o elenco da Ponte é comandado pelo técnico Eduardo Baptista, que assumiu a equipe ao longo da atual temporada.

Time-base: João Carlos; Jeferson, Douglas Grolli, Kadu e Reinaldo; Elton, Matheus Jesus, Ravanelli e Felipe Azevedo; Rhayner e Wellington Paulista
Técnico: Eduardo Baptista
Temporada 2015: 11º da Série A

SANTA CRUZ – Foram dez longos anos, mas o Santa Cruz está de volta à Série A. E não poderia haver momento melhor para isso. Neste começo de ano, o Santa venceu o Campeonato Estadual e a Copa do Nordeste, classificando-se para a primeira competição internacional de sua história. Liderado pelo goleador Grafite, o Tricolor Coral quer apagar a impressão que deixou em sua última participação, em 2006, quando acabou rebaixado.

Time-base: Tiago Cardoso; Vitor, Neris, Danny Morais e Tiago Costa; Wellington, Uillian Correia e Lelê; Arthur, Keno e Grafite
Técnico: Milton Mendes
Temporada 2015: 2º da Série B
Último Brasileirão: 2006 (20º)

SANTOS – Dono de futebol ofensivo e com um trio de “selecionáveis” na frente, o Santos desponta como um dos melhores ataques do país. Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Gabriel já foram convocados pelo técnico Dunga para compromissos da Seleção, e são alguns dos pilares da equipe santista. Mas não são só eles que se destacam no bicampeão paulista. Regido por Dorival Jr., o elenco do clube ainda tem os seguros Vanderlei e Victor Ferraz, além dos jovens Thiago Maia e Zeca.

Time-base: Vanderlei; Victor Ferraz, David Braz, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia, Renato, Vitor Bueno e Lucas Lima; Gabriel e Ricardo Oliveira
Técnico: Dorival Júnior
Temporada 2015: 7º da Série A

SPORT RECIFE – Em 2015, o Sport Recife terminou o Brasileirão com sua campanha na história dos pontos corridos. Foram 59 pontos, e o Sport ficou na sexta colocação. Depois de um começo irregular de temporada, com eliminações na Copa do Nordeste e o vice-campeonato do Estadual, o Leão confia no técnico Oswaldo de Oliveira para manter o bom retrospecto no Brasileirão.

Time-base: Magrão; Samuel Xavier, Durval, Henriquez e Renê; Rithely, Gabriel Xavier, Diego Souza, Mark Gonzalez e Lenis; Vinicius Araújo
Técnico: Oswaldo de Oliveira
Temporada 2015: 6º da Série A

SÃO PAULO – Esse será o primeiro Brasileirão do São Paulo sem Rogério Ceni à frente de sua meta. Tentando reconstruir o seu time, o São Paulo acredita no técnico Edgardo Bauza para conduzir a equipe nessa era pós-Ceni. Com lideranças como o meia Paulo Henrique Ganso e o volante Rodrigo Caio, o São Paulo tenta conquistar seu primeiro título nacional desde 2008.

Time-base: Dênis; Bruno, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Hudson, Thiago Mendes, Wesley e Paulo Henrique Ganso; Kelvin e Calleri
Técnico: Edgardo Bauza
Temporada 2015: 4º da Série A

VITÓRIA – Durou pouco a passagem do Vitória pela Série B do Campeonato Brasileiro. Bastou um ano para que o Leão Baiano retornasse à Série A. E o Rubro-Negro abriu o ano bem, com o título estadual sobre o seu maior rival, o Bahia. No comando técnico da equipe, Vagner Mancini, que foi o treinador do Vitória no Brasileirão de 2013, quando o Rubro-Negro terminou na quinta posição.

Time-base: Caíque; José Wellison, Victor Ramos, Ramon e Diego Renan; Amaral, Willian Farias, Leandro Domingues e Vander; Marinho e Kieza
Técnico: Vagner Mancini
Temporada 2015: 3º da Série B
Último Brasileirão: 2014 (17º)

Por CBF