quinta-feira, 20 de julho de 2017

Geninho não resiste a sétima derrota e deixa o comando do ABC

Geninho não resiste a sétima derrota e deixa o comando do ABC

Acabou a Era Geninho no ABC. Em reunião realizada na manhã desta terça-feira, um dia após a derrota para o América-MG - a sétima seguida na Série B do Campeonato Brasileiro -, o treinador entregou o cargo, desta vez sem a opção de permanência, como aconteceu após o jogo contra o Náutico. Ele dará uma entrevista coletiva às 15h, no auditório do clube.

Geninho permaneceu no cargo durante um ano e cinco meses. A campanha do experiente técnico no Alvinegro foi vitoriosa. O treinador assumiu o comando da equipe no dia 22 de fevereiro do ano passado, na vaga deixada por Narciso, que havia sido demitido após fracassar na Copa Cidade do Natal, o primeiro turno do Campeonato Potiguar.

Geninho recuperou o Alvinegro no certame, conquistou a Copa Rio Grande do Norte e bateu o América-RN na final do estadual para levantar a taça. No segundo semestre, cumpriu o principal objetivo do ano: conquistou o acesso à Série B após vitória por 1 a 0 diante do Botafogo-SP, no Frasqueirão.

No entanto, finalizou o ano de 2016 marcado após ser goleado por 6 a 0 pelo Guarani, na semifinal da Série C, no Estádio Brinco de Ouro da Princesa. O ABC havia vencido o jogo da ida por 4 a 0.

Em 2017, Geninho repetiu o sucesso no estadual, conquistou o bicampeonato, e ainda chegou à terceira fase da Copa do Brasil, na qual foi eliminado pelo São Paulo. Antes, fracassou na Copa do Nordeste, sendo eliminado na primeira fase.

O treinador, no entanto, não resistiu à má fase na Série B do Brasileirão e acabou entregando o cargo. Geninho deixa o comando do ABC com o bicampeonato estadual, o acesso à Série B e duas goleadas diante do rival América-RN: 4 a 0 e 4 a 1.

Fonte GE RN