sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Campos usa recesso para estudar e cita dificuldade para América-RN contratar

Já em Natal, Leandro Campos acompanhou jogo do time Sub-19 na Arena América na quarta-feira (Foto: Canindé Pereira/América FC)

Leandro Campos voltou para Natal na segunda-feira e já está focado no planejamento do América-RN para a próxima temporada. Após a eliminação nas quartas de final da Série D para a Juazeirense, ainda em agosto, o trabalho no clube teve um longo recesso - foram dois meses. Segundo o treinador, o período não foi exatamente de "férias". Ele usou o tempo longe do Alvirrubro para estudar mais sobre "os avanços naturais" do futebol.

- Quando existe esse tipo de recesso, para nós, treinadores, se torna fundamental, para que possamos colocar as ideias em dia, estudar mais, assistir a jogos, averiguar jogadores e trocar informações. Penso que nessa parada eu tive essa oportunidade. Foi bom até mesmo para adquirir uma melhoria em relação aos avanços naturais que o futebol apresenta diariamente - destacou.

O comandante do Alvirrubro citou até o técnico Tite para dar exemplo de um período sábatico de sucesso. O atual treinador da Seleção Brasileira decidiu tirar todo o ano de 2014 para aprimorar sua visão de futebol. Na sequência, em 2015, conquistou o título brasileiro com o Corinthians e no ano seguinte chegou ao time nacional.

- Ele ficou um ano parado procurando informações, assistindo a jogos, procurando refletir, buscando outras alternativas com relação até ao próprio desenvolvimento de futebol. Penso que, para ele, foi muito positivo porque ele veio com novas ideias, com o gás renovado. Então, para mim, é da mesma forma, apesar de um tempo mais curto. Mas deu para, realmente, nós refletirmos muitas coisas que nós queremos melhorar e aperfeiçoar para o futuro - garante.

O treinador destacou que usou o período também para procurar jogadores para compor o elenco. Segundo ele, apesar de ter conhecido muitos atletas, há uma dificuldade clara para reforçar a equipe: muitos não querem jogar na Série D.

- A Série D, infelizmente, não é uma condição de mercado boa para os atletas, para os profissionais. Temos plena consciência dessa condição. O América-RN vai trabalhar com os pés no chão, não vai fazer loucuras com relação a contratações, vai procurar fazer um time eficiente, competitivo, dentro dos patamares financeiros, que está sendo posicionado pela direção do clube. É muito importante fazermos esses detalhamentos para o torcedor - destaca.

Até agora, o Alvirrubro anunciou a contratação de cinco reforços para a Série D: o goleiro Thiago Braga, o volante Janderson, os meias Juninho Tardelli e Mateusinho e o atacante Betinho. Em entrevista ao Globo Esporte, no início da semana, Campos destacou que ainda pensa em mais um lateral-direito, um zagueiro e dois atacantes "de lado" para completar o elenco que se reapresenta no próximo dia 13.

- O América-RN não vai ter um super time. Vai ter, sim, um time de guerreiros, um time competitivo, de jogadores que querem realmente buscar os objetivos do América dentro das competições que vai disputar, principalmente na Série D do Campeonato Brasileiro - concluiu.

Por GE RN Foto: Canindé Pereira