terça-feira, 24 de outubro de 2017

Árbitros convocados para o Mundial de Clubes


A FIFA convocou quatro brasileiros para a arbitragem do Mundial de Clubes de 2017, que será realizado entre 6 e 16 de dezembro, nos Emirados Árabes Unidos (EAU): Sandro Meira Ricci, Emerson de Carvalho, Marcelo Van Gasse e Wilton Sampaio.

Os representantes da arbitragem brasileira e sul-americana na competição internacional vão chegar a Abu Dabi no dia 30 de novembro para finalizar a preparação. Sandro Ricci, de 42 anos, atuará como árbitro principal. Emerson, de 45, e Van Gasse, de 41 anos, foram chamados por seu trabalho como assistentes. Já Wilton Pereira Sampaio, de 35 anos, será um dos árbitros de vídeo (AV).

A CBF recebeu a convocação dos brasileiros nesta segunda-feira (23), em documento oficial enviado de Zurich pelo secretário Geral Adjunto da FIFA, Zvonimir Boban, que também direcionou a comunicação à Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol).

Por Site da CBF Foto Lucas Figueredo

Cristiano se iguala a Messi e vence pela 5ª vez o troféu de melhor do mundo


Com 32 anos, Cristiano Ronaldo se igualou a Lionel Messi e ganhou pela quinta vez o troféu de melhor jogador do mundo. No evento de gala da Fifa, em Londres, nesta segunda-feira, o português completou uma temporada de conquistas. Mas, acima de tudo, mandou uma mensagem de que não irá descansar enquanto não for consagrado como o melhor de sua geração.

Nesta edição, votaram treinadores, capitães de seleções, torcedores e jornalistas. Messi e Neymar completaram o pódio.

Com 26 troféus em sua carreira, Cristiano Ronaldo não esconde sua obsessão de provar ao mundo que é melhor que o argentino. A rivalidade entre os dois dividiu a opinião pública e levou ambos os lados até mesmo a boicotar a entrega dos prêmios da Fifa em algumas das edições. O capitão do Real Madrid, agora, quer superar Messi e, assim, encerrar a polêmica que perdurou uma década.

“Esse é um momento único na minha carreira”, afirmou o português, que quebrou o gelo elogiando Messi e Neymar. “São onze anos que estou aqui nesse palco. Era algo que eu ambicionava”, disse o jogador, apontando que suas conquistas são fruto de “talento e trabalho”.

Com uma ambição da dimensão de sua técnica, o português já é o esportista mais bem pago da história. Pelos próximos quatro anos, ganhará US$ 50 milhões de sua equipe. Com a Nike, fechou um contrato vitalício que o pode render US$ 1 bilhão. Sua marca é nome de aeroporto em Portugal, de redes de hotéis, estátuas e dezenas de produtos de marketing. Nas redes sociais, conta com 275 milhões de seguidores, um recorde.

Mas é em campo que ele quer marcar uma época. A caminho de completar 33 anos, Cristiano está também desafiando a idade. “Uma das coisas mais impressionantes é sua capacidade de se manter no topo por tanto tempo”, disse Usain Bolt, múltiplo campeão olímpico.

Seus assessores e observadores insistem que isso não ocorreu por acaso e que Cristiano focou seu trabalho tanto na parte técnica como física. “Foram inúmeras as vezes em que vi o time inteiro de Ronaldo deixar um treinamento e ele insistir em permanecer, treinando faltas contra goleiros mais jovens ou simplesmente fazendo abdominais”, contou Marcos Motta, um dos principais especialistas hoje em direito esportivo.

O prêmio deve ainda reforçar a discussão se Messi ou Cristiano são os melhores. Para Zinedine Zidane, treinador do Real Madrid, não existem dúvidas: “Ronaldo é o melhor jogador de sua geração, de longe. Ele já demonstrou isso muitas vezes e o prêmio é merecido. Ele sempre quer provar que é o melhor e o é.”

Rio Ferdinand, um dos companheiros do português no Manchester United, acredita que Ronaldo terminará sua carreira como um dos três melhores da história do futebol.

Entre as mulheres, o prêmio de melhor jogadora do mundo em 2017 ficou para a holandesa Lieke Martens. Campeã da Eurocopa deste ano com o seu país, ela superou a venezuelana Deyna Castellanos e a norte-americana Carli Lloyd.

Por Estadão Conteúdo via Portal No Ar Esportes 

Para ser campeã: Seleção Feminina enfrenta China nesta terça (24)


A Seleção Brasileira Feminina está a um empate de ser campeã da Copa CFA da China. O confronto final, válido pela última rodada do quadrangular, será contra as donas da casa nesta terça-feira (24), às 19h (9h de Brasília), no Yongchuan Sports Center Stadium, em Chongqing.

Nesta segunda-feira (23), o técnico Vadão comandou um treino de finalização, posicionamento e movimentação visando à partida contra a China. Sem Thaisa e Gabi Zanotti, o treinador escalou a equipe com as modificações que fez no intervalo de jogo contra a Coreia do Norte: Érika e Adriana, respectivamente. A Seleção começará jogando com: Bárbara, Poliana, Bruna, Rafaelle e Tamires; Andressinha e Érika; Thaisinha, Bia, Marta (c) e Adriana.

O Brasil é o líder do quadrangular com seis pontos e cinco gols de saldo. A China está em segundo com três pontos e zero de saldo. A Coreia do Norte é a terceira colocada com os mesmos três pontos e -1 de saldo. O México ainda não pontuou na competição.

Por Site da CBF Fernanda Coimbra/CBF

Copa do Mundo Sub-17: semifinal será em Calcutá


A Seleção Brasileira Sub-17 voltará a atuar no Estádio Vivekananda Yuba Bharati Krirangan, em Calcutá, onde derrotou a Alemanha pelas quartas de final do Mundial da Índia diante de 66 mil torcedores. A semifinal contra a Inglaterra, que seria realizada em Guwahati, teve sua sede alterada nesta segunda-feira (23).

A mudança de sede se deu por conta das condições do gramado no Estádio Indira Gandhi Athletic, que foi bastante castigado por conta das chuvas em Guwahati e também pela partida de quartas de final entre Mali e Gana.

Nesta segunda-feira, a partida ainda estava confirmada para a sede original, e a delegação brasileira chegou a viajar para a cidade pela manhã. Após o voo de cerca de uma hora, a decisão oficial da FIFA pela troca de sede veio no meio da tarde.

As duas equipes viajam para Calcutá ainda na noite desta segunda-feira (23) em voo fretado pela FIFA. O comunicado oficial da entidade você confere aqui.

Brasil e Inglaterra se enfrentam nesta quarta-feira (25), às 17h (9h30 de Brasília), no Estádio Vivekananda Yuba Bharati Krirangan.

Por Site da CBF Getty Images / FIFA.com

Sem salários há três meses, jogadores do ABC fazem greve e não treinam

Felipe Augusto lê a decisão tomada pelo grupo de jogadores do ABC (Foto: Hugo Monte/GloboEsporte.com)

Sem receber salários há três meses, os jogadores do ABC paralisaram as atividades nesta segunda-feira. A decisão foi anunciada durante entrevista coletiva do presidente do Sindicato dos Atletas Profissionais do Estado do Rio Grande do Norte, Felipe Augusto Leite. Ficou estipulado um prazo de 48 horas para que a direção do clube quite a dívida ou apresente, pelo menos, uma proposta para o pagamento, o que será debatido em uma nova assembleia até quinta-feira. Se não houver uma solução, o grupo de atletas não participará do jogo contra o Londrina, sábado, no Frasqueirão - o que implicaria em uma derrota por W.O.

- É uma decisão muito difícil, pela primeira vez tomada no Brasil, com relação à entrada de uma categoria de jogadores em absoluto estado de greve. A medida visa fazer, rigorosamente, que o clube resolva essa questão financeira, que está insuportável - declarou Felipe Augusto, que também é presidente da Federação Nacional dos Atletas Profissionais (Fenapaf).

A maioria dos jogadores não recebe salários desde julho - alguns desde junho -, e o clube também deve auxílio-moradia, direito de imagem, previdência social, além de premiações do Campeonato Potiguar e da Copa do Brasil. De acordo com o presidente do Safern, alguns atletas - não identificados - foram ameaçados de despejo e também são cobrados por dívidas em padarias e restaurantes onde realizam refeições. Os funcionários de outros setores do clube também estão com salários atrasados.

Quanto ao atraso, os jogadores vêm dialogando há meses com a diretoria e a resposta que obtiveram foi que o "dinheiro acabou", conforme falou o presidente do Safern, que agora será o responsável pela negociação com o clube. O Ministério Público do Trabalho também será oficiado para que tome conhecimento do caso.

- Esta paralisação já deveria ter ocorrido na última semana, mas eles (jogadores), com muita dignidade, fizeram os jogos contra o Guarani e o Náutico. O presidente (Judas Tadeu), lá em Caruaru, falou que não tinha solução para o problema - comentou.

Em último caso, se não houver uma resolução, os jogadores também autorizaram o Safern a realizar uma ação civil pública para uma rescisão coletiva e o recebimento de todas as verbas rescisórias. Felipe Augusto lembra ainda que a Lei Pelé autoriza que o atleta deixe de jogar a partir do segundo mês de salário atrasado.

- A pretensão (dos jogadores) é voltar imediatamente às atividades. Agora é a vez do clube tomar uma decisão de resolução desse problema. O sindicato está à disposição do clube para encontrar uma solução, amigável, se possível - disse Felipe Augusto.

Após a vitória por 2 a 1 sobre o Náutico, na sexta-feira, a reapresentação da equipe estava marcada para as 15h desta segunda-feira, justamente o horário que foi iniciada a coletiva. Os jogadores não quiseram falar com a imprensa com receio de retaliação.

Com o rebaixamento iminente, o ABC é o lanterna da Série B, com 25 pontos. Nos últimos três jogos, o Alvinegro demonstrou uma pequena reação, conquistando sete dos nove pontos disputados. Para escapar da degola, a equipe precisa vencer as sete partidas restantes.

Ata da assembleia realizada pelo Safern com os jogadores do ABC, antes da coletiva (Foto: Hugo Monte/GloboEsporte.com)

Por GE RN Foto: Hugo Monte