quarta-feira, 17 de maio de 2017

À deriva: a cinco dias da estreia na Série D, Potiguar demite seu treinador


A saga do técnico Edivaldo Oliveira, no Potiguar, durou exatos sete dias. Na tarde desta terça-feira (16), o profissional acabou demitido do cargo.

A responsabilidade pela decisão não ficou clara, se partiu da diretoria ou do empresário Mateus Reis, responsável por todas as contratações no clube, inclusive do próprio treinador. Nesta noite, o site do Potiguar limitou-se apenas a publicar uma nota seca à respeito do caso, sem informar quaisquer detalhes.

Com um tempo curto de trabalho, vez que a apresentação do elenco ocorreu apenas na quarta-feira passada (10), fala-se em divergência de pensamentos entre o treinador e o empresário que o trouxe, sobre a metodologia aplicada.

Pesa ainda para a confusão que se instala no momento, o fato de a comissão técnica seguir incompleta desde a apresentação do elenco, possuindo apenas o técnico e um preparador de goleiros.

De acordo com o jornalista Marcos Santos, do Jornal De Fato, já sem treinador e ainda carente de outros profissionais na comissão técnica, o treino desta tarde, no campo da Ufersa, foi comandado pelo próprio Mateus Reis.

CLIMA JÁ NÃO TRANSPARECIA TRANQUILO
A impressão de instabilidade no comando de Edivaldo Oliveira no Potiguar ficou evidenciada na cidade de Baraúna, quando do jogo-treino contra o time do Palmeiras local, no sábado passado (13).

Na oportunidade, ao fim do primeiro tempo, quando o Potiguar perdia por 3×1, Mateus Reis desceu da arquibancada para um diálogo com o treinador. Nas imagens captadas pelo Portal F9 (veja no vídeo abaixo), ficou claro que a conversa tinha um ar mais pesado de cobrança. Edivaldo se manteve tranquilo e limitou-se a ouvir a bronca. Coincidência ou não, o “diálogo” surtiu efeito. O time voltou com uma postura diferente, o técnico realizou algumas mudanças e o placar terminou em 4×3 para o Potiguar.

SUBSTITUTO
Agora o empresário Mateus Reis corre atrás de um novo treinador para o time e o anúncio, de acordo com o site do clube, é prometido para até esta quinta-feira (18), a três dias da estreia do Potiguar na Série D, contra o Maranhão.

Alguns nomes já estariam na mesa, entre eles o de Mastrillo Veiga, de 51 anos, ex-jogador que atuou como volante, tendo defendido, inclusive, o América de Natal. Como treinador, seu currículo apresenta passagens por Maranguape-CE, Ipitanga-BA, CSE-AL, Imperatriz-MA, Bacabal-MA, River-PI, Limoeiro-CE, Guarani de Sobral-CE e Atlético de Alagoinhas-BA.

Fábio Oliveira/F9.net.br