quarta-feira, 6 de setembro de 2017

História de superação de preparador de goleiros é usada para incentivar ABC

Itamar Schülle conversa com os jogadores no treino do ABC (Foto: Diego Simonetti/Blog do Major)

A missão do ABC na Série B do Campeonato Brasileiro é das mais difíceis. Na lanterna da competição com apenas 16 pontos, o time precisa chegar pelo menos aos 45 em 16 rodadas para tentar escapar do rebaixamento para a Série C. Para o novo comandante da equipe, Itamar Schülle, a missão não é impossível. E uma história no próprio Alvinegro já tem servido como inspiração para o técnico, tanto que ele fez questão de transmitir aos jogadores neste pouco tempo que está no clube.

- A única coisa que não tem solução é quando a gente morre. Enquanto isso, você pode ter uma das piores enfermidades. Hoje eu ouvi uma história muito bonita do Wlamir Machado (preparador de goleiros). O filho dele tinha leucemia e, passados muitos anos, ele conseguiu a recuperação desse filho dele. E aí ele me disse uma frase muito importante que eu até falei para os atletas: 'Esse meu filho se curou e hoje ele me deu um neto'. Ele (filho de Wlamir) estava condenado a morrer. Assim é a vida. E assim é o trabalho no futebol. A dificuldade está aí. A dificuldade é grande. Nós não vamos esconder. É grande. Mas com a união de forças, dos setores, nós vamos conseguir passar por esse momento difícil e mudar esse quadro - declarou.

O treinador está desde sábado no clube e já acompanhou um jogo-treino contra a equipe sub-19, além de ter treinado a equipe em dois turnos nesta segunda. Mesmo com pouco tempo com o elenco, ele disse acreditar que os jogadores estão dispostos a conseguir essa reação avassaladora na reta final da Série B.

- Tivemos uma conversa franca, transparente, clara. E eu vi um grupo respondendo bem a isso, com vontade, com determinação, no treino que eu assisti no sábado e hoje também. E agora vamos trabalhar, vamos fazer o nosso melhor e, como eu disse, o nosso melhor é o dever nisso, de fazer e contar, logicamente, com a dedicação de cada atleta e contar com o nosso torcedor também para que possamos sair dessa situação em que o clube hoje se encontra - frisou.

Por GE RN Foto: Diego Simonetti