terça-feira, 5 de setembro de 2017

Schülle é apresentado pelo ABC e evita falar sobre 2018: "Viver o presente"

Itamar Schülle é apresentado oficialmente pelo ABC (Foto: Leonardo Erys/GloboEsporte.com)

Itamar Schülle, 50 anos, foi apresentado oficialmente pelo ABC na tarde desta segunda-feira. O treinador chega com a missão de evitar o rebaixamento da equipe. Atualmente, o Alvinegro é o lanterna da Série B, com apenas 16 pontos, e vem de quatro derrotas consecutivas no campeonato e cinco jogos sem vencer. Para escapar da queda, será necessário vencer pelo menos nove dos 16 jogos restantes e empatar outros dois. O catarinense chegou com os auxiliares Luis Carlos "Gamarra" e Lucas Isotton. O acerto inicial é para a reta final do Brasileirão. O próprio técnico prefere não pensar na sequência do trabalho e em um planejamento para 2018.

- Nós temos uma conversa exclusivamente para esse campeonato. Até o presidente (Judas Tadeu) me falou disso, dessa possibilidade de ficar para o próximo ano. Mas eu disse para ele justamente isso. Não adianta nós projetarmos algo para o futuro. Nós temos que viver o presente. A direção precisa me conhecer, vocês profissionais da imprensa também, o próprio torcedor. E depois, no final do trabalho, avaliar se é necessário, se o Itamar realmente é o treinador para o ABC, se é importante realmente a permanência do Itamar. Eu pelo menos trabalho assim - contou.

A estreia de Itamar no Alvinegro será no sábado, contra o Santa Cruz, na Arena das Dunas. É neste confronto que ele pretende se concentrar, além de focar a permanência da equipe na Série B.

- Essa coisa de projetar é uma coisa muito longínqua. Hoje nós temos que concentrar no Santa Cruz, nos jogos que nós temos para tentar reverter esse quadro. Se no final, a direção, a própria torcida, achar que é necessária a minha permanência, aí nós vamos sentar para conversar. Caso não, o ABC é muito maior que eu, segue o ABC e eu sigo a minha vida. Mas agora essa oportunidade que eu estou tendo, vou fazer o meu melhor para que a gente possa mudar essa situação - concluiu.

Por GE RN Foto: Leonardo Erys